COMITÊS

COMITÊS

Na III POTIMUN, simularemos seis comitês: o African Union Peace and Security Council (AUPSC), o Comitê de Imprensa Internacional (CII), o Gabinete Conjunto de Crise (GCC), a International Court of Justice (ICJ), o Parlamento Europeu (PE) e a Organização das Nações e dos Povos Não Representados (UNPO). Abaixo, você pode conferir mais informações sobre cada um deles:

 

AUPSC

AFRICAN UNION PEACE AND SECURITY COUNCIL

The African Union Peace and Security Council (AUPSC) was established in 2002 and became fully operational in 2004. The AUPSC is the decision-making organ of the African Union (AU), serving as the main pillar for promoting peace, security and stability. Therefore, this committee intends to efficiently respond to conflict and crisis situations in Africa, besides preventing that they happen.

 

In 2016, more than 9 million of Africans were reported victims of human trafficking, corresponding to a U$ 13 billion industry. In the same year, the United Nations Security Council (UNSC) signed the Resolution 2331, which is the first one to recognize the connection between terrorism and trafficking in persons. According to the resolution, the exploitation and the abuse of power inherent of human trafficking might be both a mean of spreading terror as a mechanism of financing terrorist groups. However, the discussion on the nexus between human trafficking and terrorism in Africa has not gained ground yet. On the other hand, the terrorist threat has advanced around the continent. For those reasons, the AUPSC has decided to discuss the association between both phenomenons, since not only it is a relevant matter, but it is actually an essential aware, due to the historical social and economic vulnerability of the continent.

 

CII

COMITÊ DE IMPRENSA INTERNACIONAL

O Comitê de Imprensa da Potimun 2020 vai se pautar em promover o conceito de simulação fidedigna como nunca antes. Onipresente, o comitê de imprensa internacional vai estar observando tudo de perto; criticando e informando cada um dos nossos comitês, buscando alcançar e proporcionar a veracidade ao ambiente simulado.

Os jornais para os quais iremos trabalhar com os redatores são o The Intercept e o Washington Post, enquanto que nosso conteúdo audiovisual será todo veiculado pela CNN Internacional. Os delegados de imprensa poderão atuar, ainda, como repórteres de texto, editores de texto, fotojornalistas, social media, apresentadores e produtores em nossos programas de IGTV e Podcast. Estão preparados para embarcar nessa aventura? Esperamos você!

GCC

GABINETE CONJUNTO DE CRISE

Se você está procurando por um comitê frenético e intenso, de decisões militares em tempo real, encontrou o lugar certo. O Gabinete Conjunto de Crise reviverá a histórica Guerra do Vietnã, conflito de magnitude internacional que fez da região da Indochina um grande barril de arroz e pólvora. Contando com dois frontes, o Gabinete Conjunto consistirá num embate inquieto das forças vermelhas do norte, Viet Congs e aliados socialistas, contra as forças do sul, os Estados Unidos da América e seus aliados. Na sistemática do Gabinete, as estratégias e tomadas de decisão serão pensadas pelos próprios delegados, e transformadas em ordens que afetarão diretamente nos acontecimentos da guerra.

 

A Guerra do Vietnã durou aproximadamente 20 anos, movimentando tropas internacionais ao redor de todo o território vietnamita, gerando a morte em massa de soldados e civis, solapando terras e florestas. O conflito entre o norte e o sul não foi apenas um episódio esporádico na história da humanidade, mas um reforço no significado histórico de guerra. Numa peleja intensa de vários Davis contra um Golias, o mundo enxergou episódios de fúria e desolação que concretizaram um legado de que os homens fazem a história, mas não fazem como querem, que influenciam o seu curso, mas não sabem ao certo onde vão chegar. Você terá a chance de refazer a história e recontá-la, não a desperdice.

 

ICJ

INTERNATIONAL COURT OF JUSTICE

The International Court of Justice, the judicial committee on III POTIMUN, was established in 1945 as the main legal organ of the United Nations, aiming to judge or advise the litigation conflicts between UN countries. 

 

The cases to be debated in the simulation will be the judgement of “Avena and other Mexican nationals” (Mexico v. United States of America), which will discuss the supposed violations of the 1963 Vienna Conventions of Consular Relations by the United States; and the judgement of the “Relocation of the United States embassy to Jerusalem” (Palestine v. United States of America), whose discussions will be held in the alleged violations by the United States regarding the 1961 Vienna Conventions on Diplomatic Relations. 

 

The simulation will adopt the “role reversal” system, making each delegate - except from the judges - acting once defending the United States, once accusing it.

PE

PARLAMENTO EUROPEU

O Parlamento Europeu desempenha um papel ímpar atualmente para a aprovação ou não das normas que regerão a União Europeia. Nesta edição da POTIMUN, esse comitê discutirá: “O controle das fronteiras e as violações de direitos humanos”, tema esse em que no contexto globalizado e transnacional, no qual as nuances com relação a migração estão em pauta, as discussões abarcarão instrumentos que visam garantir aspectos fundamentais desta problemática.

 

Dentre os temas está a onda crescente Xenófoba que os imigrantes vêm sofrendo no continente europeu. Assim como abusos e violações perpetrados pelos países-membros da União Europeia. A necessidade de debater um tema como esse ocorre, visto que é preciso desenvolver uma visão analítica e espírito deliberativo entre as diferentes percepções político ideológico que permeiam as decisões na esfera supranacional e intergovernamental da União Europeia.

UNPO

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES E DOS POVOS NÃO REPRESENTADOS

A Organização das Nações e dos Povos Não Representados (UNPO) é um órgão internacional composto por povos indígenas, minorias, Estados não reconhecidos e territórios ocupados, que se unem para defender suas garantias fundamentais e promover seu direito à autodeterminação.

O primeiro tema a ser discutido são as violações em massa de direitos humanos na província chinesa de Xinjiang, que é o lar de diversas minorias étnicas. Nos últimos anos, graves denúncias revelaram que o governo chinês tem, sistematicamente, privado tais povos de seus direitos e liberdades.

O segundo tema trata da vulnerabilidade de crianças e mulheres de povos minoritários, visto que esses grupos não encontram, em geral, amparo suficiente na legislação para protegê-los de abusos, ou quando o tem, não é implementado de forma eficaz.

Destarte, esta Assembleia do UNPO é imprescindível, pois é uma forma de dar destaque aos problemas sofridos pelas minorias, que muitas vezes são relegadas no cenário internacional.

 
 
 
 
 
CONTATO

Fale conosco preenchendo o formulário abaixo: